Conheça o que é o famoso malte da cerveja

capa malte

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

É só ir até a sessão de bebidas no mercado que você encontra uma variedade enorme de cerveja puro malte. Não só em supermercados, mas em pubs e barzinhos, as cervejas artesanais também carregam esse selo.

Mas afinal, o que é o malte que faz parte dos ingredientes nas embalagens de cerveja?

O que é malte?

A cerveja é, obrigatoriamente, feita de cevada, um grãozinho muito parecido com o trigo, sendo a principal fonte de amido que tem a estrutura modificada no processo de maltagem.

Desta forma, o malte é qualquer cereal que passa pelo processo de maltagem.

Quando uma cerveja se intitula de puro malte, de forma geral, significa que ela é puro malte de cevada, o grão mais tradicional no mundo cervejeiro. Mas também existem outros cereais que podem ser maltados (e adicionados na fabricação da cerveja), que neste caso vêm acompanhados da sua origem, como malte de trigo, malte de aveia e assim por diante.

Processo de maltagem

No processo de transformar o cereal em um malte, os grãos são umedecidos e submetidos a uma temperatura ideal para iniciar uma germinação.

Depois disso, a raiz e o caule crescem e o processo do desenvolvimento da planta é interrompido para secar e torrar os grãos. Ainda na germinação, o grão irá produzir enzimas que irão quebrar o amido e as proteínas, de forma parcial. Esse processo é fundamental para a formação do sabor e do aroma do malte.

A maltagem se torna responsável pela cor e pelo paladar da bebida e também influi diretamente na espuma e no corpo da cerveja.

Por isso é importante a presença de um cereal maltado na cerveja. Legal, né?!

Outro ponto interessante é que na fabricação da cerveja cerca de 150 gramas de malte de cevada são utilizados para cada litro de cerveja.

Por que os cereais são maltados no processo da fabricação da cerveja?

Basicamente, o malte é fonte de alimento para as leveduras da cerveja. Ele servirá de fonte de açúcares para que as leveduras se alimentem e assim produzam o álcool e também o gás carbônico, que é o criador da espuma da cerveja.

Existem outras funções do malte na cerveja, são elas: cor, textura, amargor, sabor e aromas. Quanto mais torrado o malte, mais escura fica a cerveja, assim como o aroma que vai desde caramelo até café – grãos de malte mais tostados realmente se parecem com pequenos grãos de café.

As diferentes intensidades e temperaturas de secagem dos maltes irão fazer com que diversos aromas se desenvolvam.

O malte de cada cerveja

Ao tomar uma cerveja é possível saber qual foi o processo de maltagem utilizado nela. Isso porque dá para ver na cor, no aroma e no sabor.

Malte infuencia na cor e espuma da cerveja
Malte infuencia na cor e espuma da cerveja

Cervejas como o estilo Pilsner apresentam uma cor dourada e sabor suave e levemente adocicado, neste caso os grãos são secos em temperaturas mais baixas no processo de maltagem. Já no tradicional malte de Munique é possível perceber um processo mais intenso de secagem do grão por ter uma coloração mais escura.

Ainda existem maltes que carregam o nome do estilo de cervejas em que são utilizados, como lager, pale ale, caramelo, chocolate e escuro.

Depois de conhecer mais sobre o que é o malte, bateu aquela vontade de tomar uma puro malte gelada, né?!

Então acesse nosso site e descubra os estilos de malte utilizados em nossas cervejas.

O que você está procurando?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Receba sempre em primeira mão

Cadastre-se em nossa newsletter e receba sempre em primeira mão as novidades do Olinda Hotel.